Skip to main content
Matemática

Nasci sem talento para a matemática

By Outubro 25, 2021No Comments

Nasci sem talento para a matemática. É o que muita gente pensa. Em vez de nascer com ou sem talento matemático, qualquer pessoa que trabalhe bem e com persistência pode ter sucesso. Trata-se de ter uma mentalidade construtiva: tens uma intenção de estudar, depois tomas essa ação, de várias ações nasce o hábito, depois disto torna-se quase que um talento e depois simplesmente quem tu és: disciplinado e, ao mesmo tempo, com vida social.

Mestria progressiva

Primeiros passos

Com consistência e repetição começas a verificar que és capaz. Mas não é apenas com consistência e repetição que te tornas realmente bom. É com estratégia, é com uma coisa que se chama mestria progressiva. Então, vamos lá elevar a fasquia! Segundo Brendon Burchard, um coach e escritor norte americano, a mestria progressiva consiste no seguinte:

Em primeiro lugar, determinar a competência que queres dominar, por exemplo, ser bom a matemática, tirar boas notas a matemática. Para isso acontecer podes definir primeiro objetivos específicos e grandes para desenvolveres essa competência – vais definir a nota que queres (o 10 se estiveres no vermelho neste momento, o 15 se quiseres subir a média ou o 19 se quiseres ser um dos melhores da turma).

Depois, vais escrever (ou pensar) qual o significado do sucesso, ou seja, antes de estudares, pensar: porque é que isto é importante para mim? Talvez o porquê seja ter a tua tão merecida positiva ou então ter aquele 16 que andas a namorar há tanto tempo, ou talvez seja o 19 que tanto anseias. Podes até pensar: eu escolhi esta área, agora vou tenho de levar com matemática ou física e química. Nem é que adore, mas agora estou aqui.

De seguida, identifica o que é essencial para teres sucesso e resolve as tuas fraquezas. Por exemplo, podes concluir que um fator essencial para teres a positiva é a tua capacidade de foco e a tua maior fraqueza é confiança em ti mesmo. Potencia os pontos fortes e melhora os pontos menos fortes.

Até aqui já percorreste um caminho que muito poucos sabem, mas ainda vamos a meio.

A verdadeira mestria

Visualiza-te a conseguir e a fracassar. Todas as noites, imagina-te a resolver os exercícios no teste e sente a sensação que tens quando consegues. O teste perfeito, imaginando cada pormenor do exercício, a equação que irias usar, onde encontrarias força para enfrentar um exercício mais complexo e a dar o teu máximo nos últimos minutos sob pressão.

Depois disto, arranja alguém que te saiba dar uma linha orientadora do estudo: um professor ou um explicador que te ajude a traçar um plano e o monitorize, ou seja, que vá vendo se estás no caminho certo e a cumprir.

Daí em diante, começa a explicar aos outros os exercícios que fizeste, serve de mentor a alguém, dá uma aula aos teus amigos e vais ver que vais ficar cada vez mais pro! Eles vão agradecer-te e tu vais progredir mais rápido.

Um passo extra

Por fim, e já fora da lista da mestria progressiva, eu gostaria de colocar um último ponto que é: quando atingires uma meta, celebra! Dá a ti próprio um prémio: vê aquela série, vai dar um passeio, combina alguma coisa com os teus amigos, esticas o braço e dizes “bom trabalho” – o importante é pensar: boa, consegui! Isto vai estimular o teu cérebro a cumprir aquilo a que te propões!

Portanto, “nasci sem talento para a matemática” não é desculpa.

Eu também tinha negativas a matemática e hoje tenho o mestrado em engenharia civil e dou explicações de matemática e física e química.

 

“Eu sei o preço do sucesso: dedicação, trabalho duro, e uma incessante devoção às coisas que você quer ver acontecer”

– Frank Lloyd Wright

 

DESAFIO 7 dias!

10 passos para AUMENTARES a MOTIVAÇÃO e as tuas NOTAS – Aceitas o desafio?

 

QUERO SABER MAIS

Deixar um comentário